ARTIGOS DO PADRE XIKO

< Voltar para os Artigos

A Promessa se faz nova

A  Promessa se faz nova


 Como cristãos, estamos iniciando, no próximo final de semana,  um tempo especial de convites, apelos e desafios de renovação da vida pessoal e familiar, conforme falam nossas cidades, nossas ruas  e praças, nossas casas e templos.

 Nossos ouvidos são tocados por melodias doces e encantadoras. 

Respiramos um clima de festa, de júbilo, de paz e harmonia. 

A cada ano repetem-se os mesmos apelos, mas neste ano de 2018, há um particular chamado aos leigos e leigas para viverem e renovarem  sua vocação  de sujeitos e protagonistas da evangelização no atual momento histórico em que vivemos. 

 Tudo isso acontece, em meio a um mundo de violência, mortes e contradições, mas a Promessa continua a se fazer nova e nos traz a esperança de um mundo de paz, de compreensão, de entendimento e amor. 

Recordemos palavras do profeta Baruc: “Despe, Jerusalém, a vestimenta de luto, de aflição e coloca para sempre a veste com os adornos da glória de Deus”.(5,1)  

Essa é a razão para  levantarmos a nossa cabeça, abrirmos bem os olhos, aguçarmos os ouvidos, pois ouviremos gritos de esperança, de vida nova: é a promessa de nossa libertação que se faz nova. 

E daí, nasce o grande apelo: “preparai os caminhos, fazei retas as estradas tortuosas, aterrai os despenhadeiros...” eis que a salvação se anuncia e se faz presente.

Necessitamos nos despir do homem velho, tornar retos nossos pensamentos, assumindo uma postura de  compromisso com a paz, com a justiça e a verdade.

 É hora de adquirirmos atitudes de compreensão e perdão;  pensamentos de entendimento, de carinho, de abandono do rancor, do ódio, da vingança e do egoísmo.

Precisamos levantar nossa cabeça e abandonar o desânimo, a tristeza, a pequenez de espírito, o exagerado apego aos bens materiais, olhar para além do hoje e preocupar-se mais com o “ser”.

Mais do que nunca, nesta época e, com destaque para os leigos e leigas, (no ano do laicato) são convocados a abrir os olhos da fé, os olhos da confiança e da esperança. Sim, abrir os olhos e reconhecer nos sinais dos tempos que a Promessa se faz nova nas crianças que nascem, nos gestos de ternura dos casais, no aconchego dos lares que abrigam a vida que nasce,  na carícia da vida que se despende. 

Abrir os olhos para reconhecer a Promessa que se faz nova em tantas manifestações  de solidariedade, em gestos gratuitos e generosos.

Precisamos mais, precisamos aguçar nossos ouvidos para escutar o doce sussurro que vem de ‘Nazaré’, que vem de ‘Belém’, que vem do ‘estábulo’, que vem da ‘manjedoura’ e  que vem ... sempre.

Caros leigos e leigas, gostaria de que todos vocês renovassem a alegria de sua vocação de protagonistas, tornando-se verdadeiramante sujeitos de transformação dessa sociedade que geme pela verdade e pelo justiça. 

A Promessa faz-se nova a cada ano, para mim, para você e para todos nós. Cabe a cada um, em seu livre arbítrio, querer se preparar para esperá-La.

Pe. Xiko, SAC


 



Publicação: Em 23/12/2017 às 19:04h < Voltar para os Artigos

Deixe seu comentário:

LEMA DE SACERDÓCIO:

"Eu, o senhor, chamei-te realmente, eu te segurei pela mão, eu te formei e designei para seres a aliança com os povos, a luz das nações, para abrir os olhos aos cegos, para tirar do cárcere os prisioneiros e da prisão aqueles que vivem nas trevas" (Is.42,6).

contato@pexiko.com.br
Todos os direitos reservados www.pexiko.com.br © 2013
Desenvolvido por: