ARTIGOS DO PADRE XIKO

< Voltar para os Artigos

Os vários títulos dados à família

Os vários títulos dados à família

A família é considerada um dos bens mais preciosos da humanidade, a ponto de ser tema de estudo e receber, ao longo dos tempos, vários títulos  vindos ou da sociedade civil, ou dos representantes religiosos. 

A primeira expressão utilizada pela sociedade para se referir à família foi “Célula da sociedade” devido a sua importância.   Sabemos que um corpo sadio depende de células sadias.

A Igreja, por sua vez, criou ao longo do tempo palavras especiais para  definir o que deveria ser a família ideal. 

A primeira foi “Igreja doméstica” em  (Lumem Gentium 11, depois em Familiaris Consortio 43) - a família é chamada a tornar-se uma pequena, mas verdadeira Igreja onde Cristo habita e realiza sua ação salvadora;   espaço da fraternidade, do amor, do respeito e da fé. 

Mais tarde o Papa João Paulo II chamou-a de  “Santuário  da vida”  -  lugar, espaço especial, sagrado, de graças. 

Santuário é um lugar privilegiado, pode ser religioso, cultural e/ou ecológico. Assim a família deveria tornar-se esse lugar sagrado da vida e do amor, de encanto e aconchego. 

Por sua vez, o papa Bento XVI, em seu discurso pronunciado na sua chegada a Milão no dia 1º de junho de 2012, no VII Encontro das Famílias, diante de 1 milhão de famílias, afirmou que a família é o principal “Patrimônio da humanidade”. 

Patrimônio é  algo universal, intocável, precioso que merece todo o cuidado. Assim deveriam ser as famílias, verdadeiros patrimônios da sociedade, por isso devem ser cuidadas e preservadas.

Por último o papa Francisco chamou a família da mais bela “Escultura da vida e do amor”. Escultura é uma obra de arte. É algo para ser exposto e admirado. 

Portanto, nossas famílias são chamadas a serem essas obras de arte que iluminam o mundo pela sua harmonia, pela sua união e pela sua vida de comunhão. 

Existe, pois, uma enorme preocupação em ostentar títulos à família devido à sua importância na formação da sociedade. 

Família organizada é fundamental para que tenhamos uma sociedade equilibrada, saudável e harmoniosa.

 É necessário empenho e valorização que cada um de nós precisa dispensar à família, afim de resgatar seus valores perdidos nos últimos tempos. 

Tanto as instituições, a própria Igreja, as pessoas individualmente, os governos devem ser convidados a investir mais nos valores que enobrecem a família para que ela volte a ser o lugar preferencial do amor, da partilha, do respeito e da solidariedade, sendo o caminho e a luz para uma sociedade mais sadia. 

No próximo dia 13 de agosto, iniciamos mais uma Semana Nacional da família, que terá como lema: “A família, luz para a sociedade.” 

Rogamos ao Senhor e pedimos a intercessão de Nossa Senhora Aparecida para que  ilumine e ampare nossas famílias, tornando-as verdadeiras luzes  em nossos ambientes. 

Nesse mesmo dia 13, domingo, comemoramos o dia dos pais - a eles, nossos votos de paz e muito amor.

Pe. Xiko, SAC



Publicação: Em 13/08/2017 às 09:17h < Voltar para os Artigos

Deixe seu comentário:

LEMA DE SACERDÓCIO:

"Eu, o senhor, chamei-te realmente, eu te segurei pela mão, eu te formei e designei para seres a aliança com os povos, a luz das nações, para abrir os olhos aos cegos, para tirar do cárcere os prisioneiros e da prisão aqueles que vivem nas trevas" (Is.42,6).

contato@pexiko.com.br
Todos os direitos reservados www.pexiko.com.br © 2013
Desenvolvido por: