ARTIGOS DO PADRE XIKO

< Voltar para os Artigos

Não podemos perder o encantamento

Não podemos perder o encantamento

Vivemos num mundo, numa sociedade de imensos desafios, decepções, contrariedades e de relações frágeis, periféricas ou superficiais que, às vezes temos a sensação de que vamos perder o encanto de viver.   

  Infelizmente, essa sociedade dá mais importância ao supérfluo e passageiro que ao permanente e definitivo, aliás, há quem até negue o definitivo. 

Nela, o virtual passa a dominar os pensamentos, os sentimentos e as relações interpessoais. 

 Podemos dizer que vivemos num mundo fraturado, desestruturado, onde vale mais quem produz mais e quem consome mais. 

Há uma tendência em valorizar o quantitativo em detrimento do qualitativo.

Essa sociedade é tão complexa, porque não dizer, confusa e agressiva que tudo conspira para nos tirar o encanto pela vida, pelos valores essenciais à sociedade e pela capacidade de ter esperança. 

No entanto não podemos perder o encanto, nem a esperança, pois, sem eles, a vida perde a beleza e o significado. 

Não podemos perder o encanto pela dignidade da pessoa humana, independentemente, de sua condição social, sua idade, profissão, cor ou credo, pois acima disso estão a grandeza de sua inteligência e o maravilhoso dom de amar.

Realmente, somos convidados a manter o encanto pela bondade, pela ternura, pelos gestos de solidariedade, pela simplicidade, pela beleza das crianças, pela rebeldia e entusiasmo dos jovens, pelo  testemunho dos sábios anciãos, pela extraordinária ternura das mães, pela prudente presença dos pais. 

Não podemos perder o encanto pelos incansáveis e até “teimosos” trabalhadores da terra, pela persistência dos professores, pelos maravilhosos testemunhos de fidelidade à justiça, pelos promotores da paz e pelos eternos companheiros de caminhada. 

Não podemos perder o encanto pela família, pais, irmãos e demais familiares, pelos amigos, pelo trabalho, pelo companheirismo, pelos inesquecíveis momentos de festa. 

Sim, não podemos perder o encanto pelas maravilhas da criação, pela fecundidade da terra, especialmente do nosso imenso e rico Brasil,  pelo espetáculo das flores, dos frutos e das colheitas.

Somos convidados a não perder o encanto pela  pela nossa cidade, pois, apesar de todas suas mazelas e desafios ela será sempre a nossa cidade querida.   

Somos convidados a não perder o encanto pela alegria da convivência, do encontro, das amizades. 

Somos, sim, convidados a buscar razões e motivos para nunca perder o encanto, para não perder a beleza da vida, pois sem encanto tudo fica mais difícil e  pesado.

Por fim, mas não menos importante, somos convidados conservar o encanto pela nossa fé, pela nossa adesão Aquele que dá razão a todos os motivos de nossa esperança. 

Não perder o encanto pela certeza de que esse Alguém não se esqueceu de nós, Alguém que não nos decepciona e não deixa de nos amar, apesar de nossas fragilidades. E esse Alguém é nosso Deus e Pai. 

Pe. Xiko, SAC




Publicação: Em 03/07/2018 às 09:47h < Voltar para os Artigos

Deixe seu comentário:

LEMA DE SACERDÓCIO:

"Eu, o senhor, chamei-te realmente, eu te segurei pela mão, eu te formei e designei para seres a aliança com os povos, a luz das nações, para abrir os olhos aos cegos, para tirar do cárcere os prisioneiros e da prisão aqueles que vivem nas trevas" (Is.42,6).

contato@pexiko.com.br
Todos os direitos reservados www.pexiko.com.br © 2013
Desenvolvido por: