ARTIGOS DO PADRE XIKO

< Voltar para os Artigos

(Re) viver a Páscoa!

(Re) viver a Páscoa!

Desejamos, mais uma vez, (re)viver a Páscoa do Senhor em seu sentido mais profundo e escutar outra vez as palavras: “Ei-lo vivo! Ei-lo presente! Ei-lo Ressuscitado”!

Aquele que nasceu do ventre de uma Virgem envolto em panos de ternura, agora nasce do ventre da terra, dobra os panos da morte e do silêncio e coloca-os à parte...

Aquele que foi colocado na manjedoura, no lugar onde os animais eram alimentados, agora é colocado na mesa da Eucaristia para alimentar os filhos dos homens... 

Aquele que outrora foi saudado e acolhido pelos anjos na noite da luz e da paz, e depois escarnecido e provocado pelos soldados com palavras “salva-te a ti mesmo se és o filho de Deus...”, agora volta para nos salvar... 

Aquele que apareceu aos pastores e magos na simplicidade de Belém, agora aparece ressuscitado às mulheres e aos apóstolos ...

Aquele que outrora sentara à mesa com os pecadores e depois com os apóstolos na quinta-feira da Páscoa, agora senta-se à mesa com os discípulos de Emaús...

Aquele   que peregrinou nas terras da Galileia, da Judéia e da Samaria, agora peregrina com os discípulos de Emaús na praia onde estão seus discípulos desanimados a pescar... 

Aquele que curou o cego de nascença, agora abre os olhos da fé aos cegos da verdade, da justiça e do amor...

Aquele que subira o monte Tabor e se transfigurou diante de Pedro, Tiago e João, agora se transfigura no primeiro dia da semana, quando os apóstolos estão reunidos no cenáculo...

Aquele que sentara no bocal do poço e ofereceu água à Samaritana, agora senta no bocal do poço da nossa vida e nos oferece a água da paz e da vida plena...

Aquele que tirou Lázaro da sepultura depois de quatro dias, agora rompe a pedra de sua própria sepultura...

Aquele que multiplicou o pão para os famintos do deserto, agora multiplica-se a si mesmo em forma de pão, para saciar nossa fome de paz e de amor... 

Aquele que fora provocado com escárnio a descer da cruz para provar que era Deus, agora prova sua divindade, oferecendo a cruz como sinal de vitória e fidelidade...

Aquele que sofreu com o ódio e a vingança, agora responde com a bondade, o perdão e a misericórdia...

Aquele que passara três anos propondo-se como caminho, verdade e vida, agora torna-se para sempre, permanentemente, caminho, verdade e vida...

Aquele que outrora nos dera a esperança de um mundo novo, agora nos dá seu Espírito e a certeza de que este mundo novo passa pela sua vitória... 

Aquele que estivera quarenta dias na solidão do deserto e cinquenta à espera da volta ao Pai, agora ressuscita...

Por isso, nesta Páscoa, não deixemos que nos roubem o tesouro do amor fraterno que Ele nos ensinou, nem a alegria de anunciá-lo sempre e proclamá-lo vivo e presente até o fim do mundo. E, por nenhum motivo, deixemos que nos roubem o Príncipe da paz, o Cristo vivo, ressuscitado que nos traz a esperança da vida eterna.

Feliz e abençoada Páscoa. 


Pe. Xiko, SAC





Publicação: Em 01/04/2018 às 23:10h < Voltar para os Artigos

Deixe seu comentário:

LEMA DE SACERDÓCIO:

"Eu, o senhor, chamei-te realmente, eu te segurei pela mão, eu te formei e designei para seres a aliança com os povos, a luz das nações, para abrir os olhos aos cegos, para tirar do cárcere os prisioneiros e da prisão aqueles que vivem nas trevas" (Is.42,6).

contato@pexiko.com.br
Todos os direitos reservados www.pexiko.com.br © 2013
Desenvolvido por: