ARTIGOS DO PADRE XIKO

< Voltar para os Artigos

Vamos a Belém?

          Vamos a Belém?

Tudo anuncia a chegada do Natal de Jesus. Pinheirinhos, coroas, guirlandas, luzes, velas, Papais-Noéis, hinos, presépios, símbolos por todos os lados. 

Quem pode ficar indiferente se tudo fala de Natal, de amor, de paz, de acolhimento? Quem não se toca ao escutar, em todos os ambientes, músicas encantadoras que falam ao nosso coração? 

Todos nós nos sensibilizamos com esse espírito de acolhida de Jesus, o aniversariante do mês, mas creio que também nós podemos fazer a experiência mais significativa vivida pelos pastores:  ir a “Belém”

Também nós podemos ir a “Belém” para aprender com Maria a acolher, em silêncio, o mistério de um Deus que se faz criança sem deixar de ser Deus.

Também nós podemos ir a “Belém” revestirmo-nos da humildade de Maria para colocar o Menino Jesus na gruta do nosso coração, envolvê-lo nos panos de nosso carinho, aquecê-lo com o calor de nossa fé.

Também nós podemos ir a “Belém” e fazermo-nos manjedoura para acolher o alimento mais precioso da vida eterna.

Também nós podemos ir a “Belém” para aprender com José a sua grandeza, simplicidade e coerência de homem justo. 

Também nós podemos ir a “Belém” para aquecer o ambiente como os animais e numa atitude de admiração, permanecer em silêncio, ruminando as maravilhas dos desígnios de Deus que escolhe o inusitado e surpreendente para revelar-se - o lugar mais humilde possível

Também nós podemos ir a “Belém” para ouvir os anjos do céu cantarem: glória a Deus no céu e paz na terra aos homens de boa vontade, amados por Deus.

Também nós podemos ir a “Belém” para nos juntarmos aos pastores em vigília e contemplar o milagre do amor, da simplicidade, da ternura e ouvir o Jesus Menino falar ao nosso coração.

Também nós podemos ir a “Belém” para esperar a estrela e, então, juntarmo-nos aos magos do oriente e com eles dobrar os joelhos em adoração, em profundo estado de amor e também oferecer presentes significativos: a nossa fé, o nosso amor, a nossa vida, mesmo que o Pequenino esteja dormindo.

 Também nós podemos ir a “Belém” para experimentar uma noite única, luminosa, quando não se fez trevas em nenhum momento, quando a luz não foi acesa pelos homens, simplesmente vinha da manjedoura.

Também nós podemos ir a “Belém”, ir descalços de toda a nossa sabedoria humana, de todo o desejo de entender, apenas contemplar a Vida.

Também nós podemos ir a “Belém” ficar longo tempo, se possível muito tempo sem proferir palavras, sem fazer perguntas, somente estar com Ele, com sua Mãe e seu pai José.

Também nós podemos ir a “Belém” em companhia de muitos amigos, de todos os amigos, se possível. 

Sim, podemos ir a “Belém”! E como “Belém” fica a quatro semanas de distância, desde já nos colocamos a caminho.

                                                Pe. Xiko, SAC                                                                                                                                  






Publicação: Em 07/12/2018 às 12:36h < Voltar para os Artigos

Deixe seu comentário:

LEMA DE SACERDÓCIO:

"Eu, o senhor, chamei-te realmente, eu te segurei pela mão, eu te formei e designei para seres a aliança com os povos, a luz das nações, para abrir os olhos aos cegos, para tirar do cárcere os prisioneiros e da prisão aqueles que vivem nas trevas" (Is.42,6).

contato@pexiko.com.br
Todos os direitos reservados www.pexiko.com.br © 2013
Desenvolvido por: